GWS Icone Hoario Expediente Prefeituradas 07:00h as 13:00h 
Sexta, 24 Agosto 2018 09:35

Secretaria de Educação de Nova Marilândia realiza workshop para professores, funcionários e pais dos alunos das escolas municipais e estaduais

Publicado por:
No início do mês de agosto, a secretaria de educação de Nova Marilândia, com a poio da prefeitura municipal realizou um workshop para professores, funcionários da educação e pais dos alunos das escolas municipais e estaduais.

Este workshop foi ministrado pelo escritor Jairo de Paula e se realizou no centro de eventos de Nova Marilândia e aconteceu em três etapas, no período matutino com os funcionários da educação, no período vespertino com os professores, e no período noturno com os pais dos alunos, trazendo diversas temáticas que fazem parte do dia-a-dia da vida dos profissionais da educação e também das famílias marilandenses.

Jairo de Paula é escritor, palestrante, e conferencista, atua na área de formação de professores, além de ser especialista em educação familiar, “Estou me especializando em auxiliar famílias, ajudar pais neste processo de transição que temos hoje, hoje as famílias são separadas por gerações, gerações Z, geração Alfa, que crianças nascidas de 1995 até 2010 e de 2010 até os dias atuais. É uma geração diferente, onde o sistema nacional de educação hoje é incompatível com a necessidade deles, e estamos tendo algumas dificuldades no dia-a-dia por conta disso, e dessa forma eu venho viajando o Brasil para ajudar professores a entender esta geração, desenvolvendo conteúdos para que eles possam utilizar e melhorar suas performances dentro das salas de aula”, declarou Jairo.

Este workshop tem como objetivo, promover um trabalho continuado visando fortalecer a função protetiva das famílias, prevenindo a ruptura de vínculos, promovendo o acesso e usufruto de direitos e contribuir para a melhoria da qualidade de vida de crianças e jovens. Reunir esforços junto à comunidade em busca ao fracasso familiar na educação dos filhos, estabelecendo parcerias educacionais e sociais em busca de qualidade de vida nas famílias em situação de risco.

Além disso, visa também, ajudar pais e educadores a gerenciar situações que vêm interferindo diretamente na qualidade de vida da criança, abordando os conflitos naturais do relacionamento entre homens e mulheres e as dúvidas em relação à formação dos filhos, estabelecendo parcerias entre Escola e Família na utilização de recursos que transformem o dia a dia em instrumentos eficazes tanto para a construção de vínculos cooperativos, quanto para maior aproximação com as famílias. Aumentar a credibilidade dos pais nas coisas simples, como amar, conversar, acariciar e principalmente aumentar a confiança entre si, capacitar as lideranças com ferramentas de gestão de pessoas com eficácia, proporcionando uma visão de educação prazerosa, possibilitando o educador ver que ensinar pode ser um uma arte e que toda arte está vinculada ao prazer.

Para o secretário de educação de Nova Marilândia é necessário estar capacitando não só os profissionais da educação mas também incluir os pais dos alunos nesta capacitação, para que os desafios na educação das crianças e adolescentes seja eficaz, “Nos dias atuais está cada vez mais difícil educar crianças e adolescentes, e este é um trabalho em conjunto, que se inicia no lar e se dá continuidade em sala de aula, por isso, nós enquanto gestores de educação vimos neste workshop uma maneira de estar trazendo não só os nossos profissionais da educação mas também os pais de nossos alunos para a realidade das necessidades de nossas crianças, pois à cada ano que passa, elas se modificam devido à modernidade e evolução, e nós, pais e educadores devemos evoluir igualmente para bem poder educar”, declarou Josemar Favalessa.

Josemar completou ainda, que este workshop trouxe maior possibilidade de Nova Marilândia alcançar o Selo Unicef, já que um dos objetivos do selo é incluir os pais dentro da educação escolar dos filhos, conscientizando-os de que uma boa educação se faz baseada à boa estrutura familiar, “Cada pessoa que faz parte da vida do aluno é capaz de educá-lo, desde a zeladora, as cozinheiras, professores, e principalmente os pais, ninguém está isento deste trabalho e por isso hoje fizemos um trabalho voltado pata todos os trabalhadores da educação, não só professores, porém, o nosso objetivo principal é conscientizar os pais de que primeiramente a educação começa em casa, primeiro preparamos a família, e só vamos conseguir ter filhos vencedores se formos bons pais, e muitas vezes os pais só cobram dos filhos. E educar é algo muito fácil, basta se fazer duas coisas, colocar limites e ser espelho, ser exemplo daquilo, e nos dias hoje as pessoas dão muito mais importância à outros aspectos da vida, se esquecendo de que a família é uma estrutura básica, e que ela precisa estar funcionando e funcionando direito, para ser bom para o filho, para ser bom para o marido, a esposa, e bom para a sociedade em geral, este é o maior objetivo do Selo Unicef e estamos alcançando neste dia”.

Para Jairo de Paula, a falta de estrutura da família é o maior problemas que enfrentamos nos dias atuais, pois, famílias desestruturadas geram indivíduos desestruturados, “Sócrates dizia que ‘a família é o maior laboratório que se tem para aprender a aceitar as diferenças do outro’, eu costumo dizer que a família é tão completa, que tem inclusive o que não presta, porque toda família tem um torto, e na verdade o torto é o mestre da família, é o torto que nos treina, é o torto que testa, é ele que nos faz criar alternativas, é ele que nos faz pensar, então é ele é um grande instrutor de vida e você pode olhá-lo de várias formas, e se você tem um torto na família se espelha nele, não precisa fazer o que ele faz, aprenda com ele, agora, você só ficará realmente bom, no dia em que você o conseguir transformar ele, por que no dia em que você conseguir transformá-lo você verá que aprendeu muito, tolerância, perseverança, paciência, persistência , e muitas outras coisas. Para que a família tenha êxito, ela precisa ter quatro pilares, amor, perdão, tolerância e quando um destes faltar, você usa o último, limite”.
Ler 118 vezes

Prefeitura de Nova Marilândia